osteomielite crônica

Como tratar a osteomielite crônica?

Os ossos são tecidos irrigados por sangue e, por isso, são considerados tão vivos quanto qualquer outra parte do corpo. Porém, quando eles não recebem a quantidade de oxigênio necessária, esse tecido morre e pode causar uma osteomielite crônica.

Você já ouviu falar nessa doença? Apesar de pouco conhecida, ela pode trazer danos graves à nossa saúde. Então, saiba mais sobre ela neste post.

O que é osteomielite crônica?

Trata-se de uma infecção que acomete os ossos e é causada por microrganismos,  tais como bactérias, fungos e vírus. Qualquer pessoa está exposta ao risco desta patologia, pois todos somos passíveis de contaminação.

Na maioria dos casos, o agente causador é a bactéria Staphylococcus aureus que é encontrada naturalmente em nossa pele. Apesar de, na maior parte do tempo, não apresentar riscos à saúde, esse microrganismo pode entrar na corrente sanguínea e causar a doença.

Ainda, a osteomielite crônica se caracteriza pela permanência do quadro por mais de seis semanas ou pela formação de um abscesso. Neste caso, a infecção evolui de forma lenta e contínua, podendo piorar e continuar a produzir os sintomas durante anos.

Além disso, a doença também pode ser aguda, quando é detectada nas duas primeiras semanas após o contágio, ou sub-aguda, quando é identificada em até seis semanas.

Quais são os sintomas da osteomielite crônica?

Geralmente, o paciente apresenta febre repentina, dor nos ossos e inchaço, no entanto, outros sintomas podem surgir de acordo com o tempo de infecção e forma como foi adquirida. 

Quando é crônica, a dor local é persistente e difícil de ser aliviada. Ademais, surgem abscessos na pele que liberam uma secreção purulenta e mal cheirosa. Em alguns casos, é possível que o paciente não apresente nenhum desses sintomas durante um bom tempo.

Quais são as causas da doença?

Existem três possibilidades para que essa infecção chegue até os ossos: pela corrente sanguínea; por uma invasão direta; ou em razão de quadros infecciosos em estruturas próximas.

No caso da entrada pela corrente sanguínea, os microrganismos entram no sangue, alcançam os ossos e se proliferam nele. Quando a infecção é direta, as bactérias e fungos chegam aos ossos por meio de uma fratura, cirurgia ou perfurações no corpo.

Ainda, os microrganismos presentes em uma infecção nas articulações, na gengiva ou até nos dentes podem ser levados diretamente para os ossos através do sangue.

Existe tratamento para a osteomielite crônica?

Sim. A osteomielite é uma doença que pode ser facilmente curada, desde que tratada adequadamente. Trata-se de uma enfermidade não transmissível, apesar de ser causada por bactérias, vírus e fungos. 

O tratamento é imprescindível, porque os microrganismos só deixam de se proliferar quando sofrem algum tipo de ataque do sistema imunológico. Assim, o objetivo sempre será eliminar esses agentes.

Para isso, existe a alternativa medicamentosa e a cirúrgica. Os principais medicamentos recomendados são os antibióticos, que serão prescritos após o exame de cultura, que identifica o tipo específico do agente causador da infecção.

Quando a cirurgia é necessária, o procedimento mais indicado é a limpeza cirúrgica, que consiste na remoção de todos os focos da doença nos ossos. Além desta técnica, também pode ser feita a drenagem, o desbridamento e a restauração do fluxo sanguíneo.

Apenas em último caso, a amputação do membro afetado é uma opção considerada pelos profissionais. O mais importante é tratar a infecção o mais rápido possível, pois é a única forma de impedir que a doença evolua e cause complicações.

E então, gostou do post? Agora você já sabe tudo sobre a osteomielite crônica e sabe como funciona o tratamento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Luís!

Comentários
Avatar

Posted by Dr. Henrique Rios