Artrite idiopática juvenil

Artrite idiopática juvenil: conheça os tipos e causas

Artrite idiopática juvenil: conheça os tipos e causas

Primeiramente, a Artrite Idiopática Juvenil ou Artrite Reumatoide Juvenil é uma patologia crônica que acomete as articulações. E, como o próprio termo sugere, a doença é específica de uma faixa etária, portanto, frequentemente ela surge antes dos 17 anos de idade.

Além disso, uma das principais manifestações clínicas dela é a dor. Contudo, em algumas crianças, essa característica tende a ser mínima ou inexistente. Acrescento ainda que esse tipo de enfermidade é incomum e desconhecida. No entanto, a predisposição genética, bem como a fisiopatologia autoinflamatória e autoimune parecem estar relacionadas.

Normalmente, quando ela se manifesta, além da dor, os pacientes também sofrem com edemas, inchaço, sensibilidade, rigidez articular, derrame. Enfim, em alguns casos ela até interfere no desenvolvimento e crescimento deles. Neste artigo trago alguns tipos e fatores de risco, vamos lá?

Quais são os tipos de Artrite Idiopática Juvenil?

No contexto geral de manifestação da Artrite Reumatoide Juvenil destaco 3 espécies comuns: sistêmica, pauciarticular e poliarticular. No primeiro caso, a doença comumente está associada à febre alta, erupção cutânea, inflamações e crescimento do baço e do fígado. Ou seja, ela tende a parecer benigna, mas é perigosa.

A pauciarticular acomete cerca de 4 articulações, contudo, os tornozelos e joelhos são as partes mais atingidas. Por isso, as crianças e os adolescentes com esse formato devem fazer exames oftalmológicos frequentes, uma vez que a doença deixa a úvea (área colorida dos olhos) inflamada, sem sintoma aparente.

Por fim, a poliarticular pode afetar mais de 5 articulações, sendo os punhos, os tornozelos, os joelhos e as articulações dos pés e mão as regiões mais atingidas. Nesse caso, especificamente, os pacientes podem ter febre. Mas não para por aí, já que há outros tipos:

Artrite psoriásica

Nesse caso, além da inflamação causada pela artrite, a criança ou o adolescente também tem psoríase, que é uma doença de pele revelada por meio de lesões descamativas e avermelhadas.

Artrite relacionada com entesite

Geralmente, esse tipo provoca sensibilidade nas articulações que chamamos de sacroilíacas (parte em que a coluna e a pelve se encontram). Além disso, ela também pode atingir mais de 5 articulações e, normalmente, os meninos são os mais afetados. Vale ressaltar que as manifestações de uveíte não estão descartadas, uma vez que os pacientes fotofobia e dor nos olhos.

Indiferenciada

Artrite Idiopática Juvenil desse tipo é aquela que não cumpre nenhum dos requisitos das demais. Ou seja, é que foge do padrão.

Quais são os fatores de risco e sintomas?

Por se tratar de uma doença autoimune, ou seja, quando o sistema imune do paciente ataca os próprios tecidos e as próprias células, ela tende a se manifestar com mais frequência nas meninas, embora os meninos sejam mais suscetíveis à artrite relacionada com entesite.

Isso geralmente acontece porque o público feminino está sujeito às manifestações de doenças autoimunes como lúpus, artrite rematoide, tireoide. Então, esse tipo de patologia parece mais provável nelas. Entretanto, os fatores genéticos também devem ser considerados.

Como vimos, os tipos e as causas da Artrite Idiopática Juvenil são vários, por isso cada um deve ser observado com atenção. Além disso, o diagnóstico só é ratificado por meio de exames clínicos, sendo assim, é fundamental que as suspeitas sejam averiguadas por um médico especialista.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em São Luís!

Posted by Dr. Henrique Rios in Todos